terça-feira, 30 de agosto de 2011

DIVERSIFICACAO DE CULTURAS - DESAFIO DO FUTURO PARA REGIAO DE TOMBALI

A monocultura do arroz depende do sistema alimentar dos populares da Regiao de Tombali, tem sido muito irregular a chuva nos ultimos anos, por um lado e por outro lado as mudanças climaticas tem provocado a subida de agua causando a corte nos diques de cintura e por conseguinte diminuindo muito a produçao orizicola em Tombali e Quinara.

é outrora considerado celeiro do Pais, mas hoje ja nao é possivel garantir que este estatuto prevalece porque, na medida em que o excedente é insuficiente para assegurar até a campanha agricola seguinte, o que leva a fome a populaçao.

A AGUIPRODES, preocupado com esta situaçao, aposta na diversificaçao para fazer face a esta situaçao. Esta passa na sensibilizaçao aos populares da Regiao a necessidade de produzir plantas de raizes e tuberculos, milho, sorgo e etc.

A diversificaçao deve ser uma medida paralela a transformaçao e comercializaçao de produtos agricolas, porque a regiao apresenta um potencial enorme em termos de frutas entre as quais: laranjas, mangas, banana, goiaba, ananas e etc, ademais as frutas silvestres sao subaproveitadas precisamente porque nao ha perspectivas da sua trasnformaçao.

A este proposito, ja temos aprovado um Projecto de Criaçao da Rede Camponesa de Multiplicadores de Plantas de Raizes e Tuberculos nas Regioes de Tomabali e Quinara, so nao satisfaz os nossos desejos porque é restrito a certas tabancas das duas regioes citadas; 7 tabancas na Regiao de Quinara e 8 na Regiao de Tombali pela da AGUIPRODES e 15 tabancas noutra faixa da Regiao de Tombali, desde Cacine até Quebo pela parte de outra ONG parceira.

se houver mais interessados a financiar esta acçao seria bem vindo, na medida em que permitia a extensao da actividade do projecto a outras tabancas de duas Regioes.


Sem comentários:

Enviar um comentário